60% dos leitos de UTI anunciados pelo Governo não serão entregues em junho



O deputado Bruno Souza (NOVO) segue monitorando a abertura de novas vagas em UTIs nos hospitais catarinenses. Dos 71 leitos neonatais e de pediatria anunciados pelo Governo do Estado, 30 deveriam estar em funcionamento até esta segunda-feira, 20 de junho. No entanto, só 12 destes leitos estão efetivamente ativos – 40% do anunciado.


A abertura de outros 18 leitos de UTI (10 neonatal e 8 de pediatria), anunciada para junho, foi prorrogada e a previsão é que deve ocorrer somente para o início de julho. Ou seja, 60% dos leitos de UTI anunciados para este mês não estão disponíveis à população.


Enquanto isso, crianças seguem na fila de espera. No último dia 11 de junho, um bebê com apenas dois meses faleceu à espera de um leito em Florianópolis, cidade onde a lotação das UTIs, ainda hoje é de 100%. A criança estava esperando por uma vaga desde o início do mês e não resistiu após sofrer quatro ataques cardíacos.


Desde fevereiro deste ano, o deputado Bruno Souza (NOVO) solicita informações sobre o estado das UTIs, após uma série de denúncias sobre a falta de leitos neonatais. No entanto, a resposta da Secretaria de Estado da Saúde foi de que a situação era sazonal e pontual. Mas não foi. Desde janeiro, a taxa de ocupação no Estado é superior a 92%.


O cenário, mesmo despois dos anúncios do Governo, continua extremamente precário. A maioria das regiões segue com 100% de ocupação e a lista de espera contínua com crianças e recém-nascidos aguardando por leitos de UTI.


“Estamos evidenciando que as aberturas, por mais que haja demanda e urgência, não estão andando como o anunciado. Estamos bem atentos aos passos do Governo em relação a esse cenário sombrio dos leitos de UTI nos hospitais catarinenses”, garante o deputado Bruno Souza.